»:Início/Dicas/Flush: o que é, para que serve e como fazer

Todo grower deve saber a fundo o que é flush no cultivo de cannabis, e caso você pretenda se tornar um, continue a leitura deste artigo, pois vamos dichavar o assunto para você poder utilizar essa técnica fantástica no cultivo de suas plantinhas!

 

O que é flush?

 

De forma resumida, o flush é uma espécie de limpeza realizada nas raízes da planta para que alguns traços de fertilizantes ou qualquer outra coisa que foi utilizado seja eliminado.

 

No final, com o flush o solo ou o substrato fica limpo, e utilizar essa técnica no cultivo de cannabis pode resultar em vários benefícios para o seu cultivo.

 

Mas olhe para o flush como uma técnica que te permite passar grandes quantidades de água dentro de todo seu sistema de cultivo. E claro, se quiser passar alguma outra coisa que não seja água, fique à vontade.

 

Momentos que podem precisar do Flush

 

Assim como praticamente tudo na vida, tudo em excesso é ruim, principalmente nos momentos inadequados.

 

Justamente por isso o flush precisa ser executado em determinados momentos. Pois se fizer muitas vezes, você pode acabar retirando nutrientes e microrganismos importantes para sua ganja.

 

Por isso, fique de olho nas seguintes situações.

 

Flush na pré-colheita

 

Fazer o flush na pré-colheita pode melhorar o sabor de suas plantinhas, e com certeza, sentirá a diferença!

 

Você pode utilizar determinados produtos para realizar essa lavagem, que podem encurtar o tempo entre o flush e a colheita, mas na maioria dos casos você precisa realizar o flush de uma semana a 10 dias antes, e repetir três dias depois do primeiro flush.

 

Mas para um flush de resultados profissionais e satisfatórios, te indicamos conhecer nosso Smart Grow, que é composto de agentes quelatizados especiais que fazem com que excessos de sais sejam “quebrados” sem disponibilizá-los às plantas e fazendo com que sejam expelidos com a própria água das regas.

 

Assim, a planta consome apenas o necessário além dos nutrientes que já estão presentes em seu sistema, descartando qualquer nutrição externa e purgando tudo que se deseja.

 

Troca de fertilizante

 

Se trocar de forma drástica a marca ou o fertilizante, com certeza vale a pena realizar um flush.

 

Olhe para esse flush como uma ação preventiva, para que não prejudique sua planta, por isso, não é obrigatório, mas sim indicado.

 

Se for um momento antes da floração é mais indicado ainda, pois nesse tempo as plantas já sugaram todos os nutrientes da terra, e antes de acrescentar outro tipo de nutriente, nada melhor do que limpá-los, zerando os resquícios antigos.

 

Bloqueio de nutrientes

 

Se sua planta está com um desequilíbrio de nutrientes, não fique perdendo tempo tentando descobrir qual nutriente está “prejudicando” ou atrapalhando.

 

O correto é realizar o flush, para que tudo seja zerado, e recomeçar a aplicar os nutrientes de uma forma mais adequada.

 

Porém, não descarte a nutrição novamente após o flush, pois fornecer os nutrientes para a cannabis é muito importante para um bom crescimento.

 

 

Como fazer o Flush?

 

Bom, para realizar um bom flush existem 3 técnicas básicas:

 

  • Água pura para a lavagem;
  • Água com poucos nutrientes para a lavagem;
  • Adição de produtos para flush para a lavagem.

 

E lembre-se que o flush irá retirar o acúmulo de nutrientes das raízes e do solo, por isso essa região que deve ser lavada.

 

E como já falamos, se seu objetivo é realizar um flush profissional com resultados que você sentirá o gosto de longe, dê preferência para realizar seu flush utilizando o Smart Grow, temos certeza de que irá gostar!